Home    Search    Gallery    How-To    Books    Links    Workshops    About    Contact

Ritz Camera

adorama

I personally buy from Ritz, Adorama and Amazon. I can't vouch for any other ads.

 

Os Sete Níveis de Fotógrafos
(The Seven Levels of Photographers - In Portuguese!)

Um Guia Espiritual e Satírico. Escrevi isto numa manhã como uma piada, e agora o mundo inteiro pensa que é uma espécie de Dez Mandamentos.
Calma pessoal!
2005 KenRockwell.com
Traduzido por Duarte Vieira, duarte_vieira@hotmail.com

Please help KenRockwell..com

Also in  English   French   Italian   German   Spanish
Dutch   Portuguese   Czech   Polish   Russian
Hungarian   Ukrainian   Turkish   Thai   Chinese

Também em  Inglês     Francês    Italiano    Alemão    Tailandês
Chinês    Polaco    Russo    Espanhol    Húngaro    Português

Leia os sete níveis de artistas aqui e os sete níveis de surfistas aqui.

(Uso a convenção ocidental de "ele" para me referir a ambos os sexos)

Artista: Nível de Topo 7 (equivalente ao "Céu" da mitologia Cristã)

Este é o nível mais elevado.

Um artista fixa a sua imaginação numa forma tangível chamada fotografia. Ele captura o espírito de um lugar ou pessoa, real ou imaginada, nesta sua fotografia a que o espectador reage.

Um artista domina completamente a sua ferramenta. Ao criar arte um artista transcende a existência mundana à medida que o seu espírito eleva-se ao nível daquilo que pretende capturar. Pode praticar e aprender a utilizar a sua ferramenta quando não está a criar, mas no entanto, quando no processo criativo, a câmara torna-se uma extensão de si mesmo. Nenhum pensamento consciente é despendido nas questões técnicas, nas quais é um virtuoso, ao criar fotografias.

Para utilizar uma analogia musical, um músico sabe de cor todas as escalas, mas quando improvisa não está a pensar na nota que irá tocar de seguida. Perde-se na paixão do momento.

Tal como os surfistas profissionais têm dúzias de pranchas ou os guitarristas têm dúzias de guitarras, um artista pode ter umas quantas câmaras, cada qual com o seu propósito.

Outros artistas podem ter apenas uma câmara, ou mesmo nenhuma. Simplesmente não lhes interessa.

Os artistas são por vezes excêntricos no vestuário e geralmente ficam acordados até tarde da noite. Preferem fotografar jovens atraentes e têm nisso grande orgulho.

Ninguém conhece o seu trabalho uma vez que têm poucas ou nenhumas capacidades para se promoverem, e infelizmente, tendem a não apreciar os seus próprios excelentes trabalhos. Aqueles que apreciam caem para o nível Prostituto, o que infeliz e paradoxalmente significa que nunca se conhece o trabalho de um verdadeiro artista, a menos que se conheça um pessoalmente. Os bons artistas são geralmente demasiado envergonhados para mostrar o seu trabalho a qualquer um, excepto àqueles que lhes são próximos, pois o seu trabalho é o reflexo da sua alma.

Os artistas usam qualquer tipo de câmara, incluindo as mais baratas e descartáveis, ou 8x10''. Usam qualquer que seja o instrumento que necessitem para criar aquilo que pretendem.

Prostituto: Nível 6    topo

O prostituto é um artista que vende a sua alma ao aceitar dinheiro ou drogas em troca da sua arte.

Ao rebaixar-se a este nível a sua visão fica comprometida.

Porquê? Porque quando se depende financeiramente da venda da sua própria alma para por o pão na mesa não se lixa o sistema, o que significa que não se procuram novos estilos.

Se o trabalho de um prostituto paga as suas contas durante anos a fio, é pouco provável que este se encontre aberto a experimentar novos estilos enquanto precisar da "massa".

Os artistas com representação (aqueles que são representados por uma galeria ou por um agente - como os chulos do negócio do sexo) podem perder essa representação caso mudem de estilo.

Logo, a arte vendida por estas pessoas raramente melhora ou evolui para novos caminhos.

O estilo que vende é tudo o que interessa aos chulos (representantes) destes prostitutos. Ver o livro de Barnbaum sobre a arte da fotografia. Uma vez reconhecido, é extraordinariamente difícil para um prostituto de sucesso mudar de estilo.

Mais sobre a classe dos prostitutos no ponto 10 aqui.

Amador: Nível 5    topo

Aqueles que obtêm menos de metade do seu rendimento através da fotografia são amadores. Isto nada tem a ver com a qualidade da sua fotografia.

São pessoas que adoram criar fotografias. Os bons amadores, de espírito livre, podem transcender os outros níveis e entrar directamente para o nível de artista.

Aqueles que fotografam casamentos e etc. aos fins-de-semana como complemento do seu emprego semanal são ainda assim amadores; apenas cobram pelas suas fotos. E como se pode ler aqui, também eles podem fazer-se pagar bem pelos seus retratos.

Os amadores que pensam que uma câmara melhor irá melhorar as suas fotografias estão em risco de cair para o nível mais baixo dos masturbadores de equipamento. Demasiados amadores têm sido levados a pensar pelos construtores de câmaras de que necessitam de boas câmaras para obterem boas fotografias. Esta linha de pensamento envenena a criação da fotografia enquanto arte.

Os amadores que se perdem na criação de grandes imagens estão no verdadeiro caminho da luz.

Ser-se amador é bom; deste nível pode ascender-se ao nível de artista com relativa facilidade.

Os amadores utilizam quase exclusivamente SLRs Canon.

Fotógrafo de Fim-de-Semana: Nível 4    topo

Neste nível podemos encontrar a minha mãe e a maior parte das pessoas. Estas pessoas querem memórias, ao contrário de fotografias ou câmaras.

Os fotógrafos de fim-de-semana que são artistas gráficos ou pessoas com algum sentido estético fazem frequentemente imagens fantásticas que impressionam toda a gente. Estes fotógrafos de fim-de-semana são artistas e nem se apercebem disso. Geralmente vestem-se melhor que os artistas que pensam que são realmente artistas.

Acredite nisto: é o fotógrafo quem faz uma imagem, não a câmara.

Os fotógrafos de fim-de-semana usam câmaras baratas ou descartáveis, que lhes permitem obter os mesmos excelentes resultados que as Leicas, Nikons, Canons e Contaxes que todos os outros usam.

Profissional: Nível 3    topo

Um fotógrafo profissional é aquela pessoa que ganha a sua vida (100%) através da venda de fotografias.

Os profissionais não criam arte como modo de vida; criam imagens para vender. Têm geralmente alguma familiaridade com as suas ferramentas e conseguem obter imagens decentes, podendo ou não ser capazes de captar a sua imaginação.

É claro que os profissionais podem criar grandes imagens, mas isso só acontece no seu tempo livre.

Os profissionais perdem muito pouco tempo com as preocupações transcendentes acerca de câmaras, excepto quando têm de enviar as que possuem para reparar. Passam a maior parte do tempo à procura de trabalho e a praguejar com os outros fotógrafos que teimam em baixar constantemente os preços.

Os profissionais gastam mais em filme e em contas do laboratórios de revelação por mês que aquilo que gastam em equipamento fotográfico num ano.

Não existem fotógrafos de natureza profissionais. Todos eles têm outros empregos ou põem as suas esposas a suportá-los financeiramente.

Os profissionais utilizam SLRs Nikon, câmaras de médio formato Mamiya e 4x5'' Calumet. Não conseguem comprar o bom e dispendioso equipamento que a maior parte dos amadores sérios utiliza.

A menos que seja cliente de fotografia comercial ou tenha algum destes fotógrafos na sua roda de amigos nunca irá ouvir falar destes profissionais. Aqueles que poderá ter visto em publicidades de câmaras proclamando que utilizam esta ou aquela câmara são apenas modelos.

Os profissionais não têm website e não emitem comunicados técnicos. Os que o fazem são geralmente amadores.

Amador Rico: Nível 2    topo

São amadores que, por terem demasiado dinheiro, compram muito equipamento o qual pode atrofiar a sua liberdade de expressão. São geralmente homens, muitos deles velhos ou reformados.

Os amadores ricos usam Leicas, Contaxes, Alpas, Hasselblads e Linhof 4x5''. Estas são boas câmaras, mas os resultados são os mesmos que os obtidos pelas Zenits, Pentaxes, Bronicas e Tachiharas.

Os amadores ricos mais pobres usam SLRs Nikon ou até mesmo Canon.

Os amadores ricos mais pobres usam SLRs Nikon ou até mesmo Canon.
Ultimamente estes idiotas andam a comprar SLRs digitais concebidas especificamente para o fotojornalismo de jornais como a Canon EOS-1D ou a Nikon D1X, que dão tecnicamente piores resultados que as câmaras de filme usadas pelos fotógrafos de fim-de-semana. Os realmente estúpidos esperaram pelo lançamento da Contax N Digital de $7,000 que é uma câmara menos útil que as SLR digitais da Nikon ou da Canon, e que ainda assim produz imagens mais fracas tecnicamente que uma SLR de filme barata.

Os maus amadores ricos pensam que imagens a preto-e-branco de gente pobre é arte.

Alguns amadores ricos caem facilmente para o nível espiritual do fundo porque preocupam-se demasiado com o equipamento, enquanto outros criam simplesmente grandes obras de arte uma vez que não têm qualquer preocupação com o equipamento pois pensam que têm o que de melhor existe. Estranhamente, poucos amadores ricos produzem trabalhos comuns. Ou são bestiais ou uma porcaria.

Masturbadores de Equipamento: Nível Inferior 1 (equivalente ao "Inferno" da mitologia Cristã)

topo

Estes homens (e todos eles são homens) não têm qualquer interesse em arte ou em fotografia porque não têm alma. Sem alma não conseguem expressar a sua imaginação ou os seus sentimentos, que é a causa das suas fotografias, caso se dêem ao trabalho de fazer uma, serem uma porcaria.

Estes tipos têm a paranóia da análise e nunca chegam a lado algum.

Será que examinar imagens miras de teste ao microscópio tem algo a ver com fotografar uma árvore no crepúsculo? Claro que não. Pior ainda, o tempo perdido em testes é tempo que não se despende na aprendizagem dos aspectos úteis da fotografia e certamente tempo que teria sido melhor dispendido a fotografar na realidade. Teste apenas o suficiente para saber do que o seu equipamento é capaz, e depois prossiga em fotografar de verdade.

Estão única e exclusivamente interessados no equipamento em si. Não se cansam de lhe falar nisso por horas a fio se o permitir, mas logo que lhes peça para ver o seu portfolio a sua eloquência esmorece, ou pensam que está interessado no seu equipamento. Pode ler porque a câmara simplesmente não interessa aqui.

A maior parte parece ter vocação técnica, como engenharia, computadores e ciências. Estas pessoas preocupam-se tanto em quantificar tudo, que lhes é completamente impossível perceber o facto de as câmaras ou as miras de teste nada terem a ver com o espírito de uma imagem. Por se preocuparem tanto em medir o desempenho de uma câmara chamamos-lhes de "Masturbadores de Equipamento".
Infelizmente, muitos deles vêm a KenRockwell.com à procura de informação sobre o desempenho das câmaras.

Muitos deles brincam também com equipamento áudio, computadores ou automóveis. Têm gozo nestes brinquedos tal como nas suas câmaras mas raramente os utilizam para o fim que foram concebidos, se alguma vez os utilizarem.

Os mais novos divertem-se com jogos de vídeo ou navegam na net ou em salas de chat. Os mais velhos registam-se em clubes ou fóruns de "câmaras". (Você devia registar-se em clubes de fotografia, mas nunca em clubes de câmaras ou em quaisquer clubes que quantifiquem a arte, pois a arte é totalmente subjectiva e não pode ser quantificada). Deste modo, estas pessoas nunca criam nada de notável com qualquer que seja o equipamento que utilizem, mas de certo que ficam entusiasmados em ter, comprar ou falar-lhe sobre isso.

O único equipamento que estas pessoas ignoram é o único que realmente interessa: a iluminação.

Uma pessoa com um portfolio decente não é um masturbador de equipamento. Uma pessoa com mais equipamento que um portfolio decente pode ser que o seja. Pessoas que têm websites cheios de artigos técnicos mas poucas e pouco interessantes fotografias muito provavelmente é-o.

Sob nenhuma circunstância estabeleça contacto com estas pessoas, fale com elas, leia os seus websites nem muito menos lhes peça conselhos sobre fotografia. Para os inocentes e incautos estas pessoas podem-lhes parecer fontes de conhecimento, no entanto são pessoas doentes, sem vida própria que adorariam arrastar-vos para os seus Infernos pessoais e envolver-vos o espírito numa espiral de preocupações sobre o contraste das vossas lentes. Comece a se preocupar com isto e passará a fotografar apenas paredes de tijolo e miras de teste.

Estas pessoas são fáceis de identificar. Se leu até este ponto provavelmente já viu os seus websites. Têm sempre montanhas de informação sobre equipamento, mas muito poucas fotografias. Tenha cuidado com a informação contida num website que não esteja carregado de fotografias que admire.

Outras pessoas têm outras designações para estas pessoas. Este artigo aqui mostra--os sob outra perspectiva.

Tive que retirar a maior parte das fotos de equipamento do meu site porque estas pessoas passavam mais tempo a olhar para o meu equipamento do que para a minha arte! A largura de banda que pago estava a ser consumida por estes idiotas que preferem ficar a olhar para as minhas lentes, ao contrário de verem as fotografias na minha galeria, que é a razão de ser deste site. É por isso que todas as páginas estúpidas como esta estão a amarelo, para que os seus olhos doam demasiado para que percam demasiado tempo com as porcas e os parafusos.

A maior parte das pessoas que me fazem perder tempo com e-mails cheios de questões técnicas e sobre equipamento infelizmente pensam que este site pertence a esta última categoria estúpida. Qualquer pessoa que se preocupe de verdade com o nível que ocupa, pertence a esta última. Muitas destas pessoas passam a vida na Internet, e horas de excitação com a sua "contribuição" para websites técnicos e salas de chat sobre fotografia como Photo.net, www.dpreview.com e photocritique.net ao invés de fazerem fotos. Os tipos aqui não são maus de todo, e a maior parte deste grupo Leica são apenas coleccionadores de equipamento.

Home     Gallery     How-to     Links    Workshops     About     Contact